É possível que você já tenha se deparado com a propaganda do Fiat Linea. Se não, voilà:

Essa é outra propaganda que consegue me tirar do sério, e é algo tão explícito, que não vejo para quê problematizar. Coisas que deixam alguém com uma cara mais respeitável, e então o narrador nos presenteia com uma cartilha de comportamento: terno, gravata, barba feita, óculos, sentar na cabeceira, viajar, falar outra língua, estar em forma, ser pontual, caneta, um anel, ler, colar engomado, um gesto, perfume, robe, botoadura, cinto, cabelo branco, um toque, um lenço, cartão de visita, uma rubrica, cultura, um prato francês, sapato. E o carro na garagem, que cai como uma cerejinha, para sacralizar o perfil.

Mire seus esforços para isso aí, pois eis o sucesso. Quanto mais checks você fizer após cada item, mais próximo você estará da identificação de homem de sucesso. Parece um mercado livre de 30 segundos, com imagens rápidas que nos jogam ideias e desejos que podem supridos com a aquisição desses (e adequação a esses) bens simbólicos.

Advertisements